Portugueses têm percepção errada dos valores das taxas moderadoras

Os portugueses têm uma percepção errada dos custos das taxas moderadoras na saúde e estimam valores acima dos reais, mas consideram que apesar de tudo são adequados, indica um estudo que será apresentado esta terça-feira.

Segundo o trabalho da Nova Information Management School (Nova IMS), da Universidade Nova de Lisboa, que vai ser apresentado em Lisboa, mais de um em cada três (38,1%) portugueses considera adequadas as taxas moderadoras praticadas no Serviço Nacional de Saúde (SNS).

Ler mais

Deixe uma resposta