ORDEM DOS MÉDICOS PONDERA AVANÇAR COM PROVIDÊNCIA CAUTELAR

 ORDEM DOS MÉDICOS PONDERA AVANÇAR COM PROVIDÊNCIA CAUTELAR

A Ordem dos Médicos (OM) decidiu que avançará com uma providência cautelar caso o Ministério da Saúde inicie a contratação de médicos sem especialidade para os centros de saúde e vai ainda pedir a intervenção do Tribunal de Contas. A Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo (ARSLVT) garante que isto se faz “há pelo menos dez anos” e que os médicos de família não serão substituídos por médicos sem especialidade.

Nesta quarta-feira, a OM tinha já vindo afirmar que considera ilegal a contratação de médicos sem especialidade para exercerem medicina geral e familiar e admitia a hipóteses de avançar com uma providência cautelar. O bastonário afirma agora que, além de avançar mesmo com uma providência cautelar caso o concurso vá adiante, a Ordem vai ainda pedir a intervenção do Tribunal de Contas.

Deixe uma resposta